Blog

Crise Financeira aumenta Estresse no Trabalho

Crise Financeira aumenta Estresse no Trabalho

Congresso Interdisciplinar propõe discussão do tema

Cris LimongiAs incertezas trazidas pela crise econômica causam grande tensão para boa parte dos trabalhadores do país. A maioria de nós conhece alguém que está desempregado em decorrência da instabilidade financeira que atravessamos. Desta maneira, crescem os índices de estresse no trabalho, sendo este é um dos temas a serem abordados no XIV Congresso Interdisciplinar em Poços de Caldas.

“É preciso lembrar que o estresse é uma resposta do corpo para estimular o cérebro a agir em situações novas, ou que possam comprometer aquele indivíduo de alguma maneira. Porém, em excesso, pode gerar danos na saúde física e mental, além de perdas na produtividade do trabalho”, explica A Prof.ª Dra. Luiza Valle, organizadora do evento, Psicóloga, Mestre em Psicologia Escolar e Educacional (PUCCamp), Doutora em Ciência (USP) e Membro do Grupo de Pesquisa Avançada em Medicina do Sono FMUSP.

Um levantamento realizado ano passado pela International Stress Management Association no Brasil – ISMA-BR, mostra que 72% dos brasileiros ativos no mercado de trabalho sofrem com sequelas do estresse no trabalho. De acordo com o a pesquisa, que ouviu cerca de 1.000 profissionais nas regiões sul e sudeste, entre as consequências mais comuns estão ansiedade (88%), dores musculares (83%), abuso de medicamentos (58%), distúrbios do sono (37%) e excesso de peso (28%). Além desses males, a Dra. Luiza aponta também aumento de irritabilidade, falta ou excesso de apetite e dores de cabeça frequentes.

“Os impactos das crises políticas e econômicas que o Brasil e os Brasileiros tem enfrentado nestes últimos anos tem sido uma importante oportunidade de aumento da consciência da cidadania: desde a responsabilidade ao escolher nossos representantes para governar e nos representar, o fortalecimento do consumo responsável, práticas de sustentabilidade até a valorização para a Educação da Qualidade de Vida dentro e fora do Trabalho” explica Ana Cristina Limongi-França Professora Titular e Pró-Reitora Adjunta de Cultura e Extensão Universitária da USP, Coordenadora do Núcleo de Gestão da Qualidade de Vida no Trabalho e Presidente Nacional da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática.

O Congresso Interdisciplinar será realizado no Espaço Cultural da Urca entre os dias 2 e 4 de junho, e contará com a presença de diversos especialistas e estudantes dos temas Saúde, Educação e Trabalho. Além de ser uma oportunidade de reciclagem de conhecimentos, o evento terá um espaço para expositores e participação de editoras com lançamento de livros referentes aos assuntos abordados, além de contato com renomadas universidades e instituições ligadas à Saúde e Educação. Mais informações podem ser obtidas pelo site http://www.ribeirodovalle.com.br/congresso/ ou pelo e-mail congresso2016@ribeirodovalle.com.br .

Deixe um comentário